A cultura do casino

Por todo o mundo, a palavra 'casino' é reconhecida imediatamente. Em Itália, onde se originou o termo, é casinó. Na Alemanha, Suécia, e Finlândia, é kasino. Na Polónia, é kasyno. Em Portugal, é casino. Na Roménia, é cazinou. Por todo o lado, o casino é conhecido como o sítio onde as pessoas se juntam para apostarem em jogos.

A palavra "casino" que, nas suas raízes italianas e latinas, significa literalmente "pequena casa", da palavra "casa" e do sufixo "-ino" (diminutivo, pequena).

A primeira casa de jogo a ser reconhecida por um governo foi a Il Ridotto em Veneza em 1638. No entanto, o termo italiano "casino", foi utilizado pela primeira vez apenas em 1744. A palavra "casino" tornou-se conhecida em Itália como um nome para uma vivenda ou uma casa de verão. Depois, tornou-se num nome para um sítio onde as pessoas se juntavam para actividades de lazer, incluindo para jogar. Por volta de 1820, um livro inglês sobre Itália, reconheceu que a palavra "casino" tinha vários significados, incluindo "um conjunto de escritórios de fazenda, uma sede de um condado, uma casa de jogo, e um jogo de cartas".

Termos populares de casino

Quer esteja a entrar num gigantesco resort de casino em Las Vegas ou Macau, ou a jogar no PokerStars Casino em sua casa, o casino tem sempre uma linguagem única que foi desenvolvida ao longo dos séculos. De facto, essa linguagem já se estendeu à vida quotidiana. As expressões que utilizamos para a vitória, derrota, sorte, e até mesmo relativas à sanidade e à morte reflectem a importância dos jogos de casino que jogamos.

As cartas como a vida – Conseguirá encontrar o caminho para o sucesso se jogar bem as cartas. Quando está na altura de ser honesto, põe as suas cartas em cima da mesa. Está confuso? Deve ter ficado baralhado. A culpa não foi sua, as cartas não jogaram a seu favor. Pessoas imprevisíveis são cartas fora do baralho. Pessoas malucas não jogam com o baralho todo.

A aposta como a vida – Uma pessoa conservadora az uma aposta repartida. Uma pessoa cuidadosa joga pelo seguro. Para atrair investimento, poderá ter que adoçar o pote.

A sorte como a vida – a vida corre-lhe bem? Está numa maré de sorte. Nas melhores situações acertou no jackpot. Talvez possa até levar a banca à falência. É raro as pessoas dizerem que a sorte está do outro lado. Na maioria das vezes, os acontecimentos da vida são uma aposta às cegas; é tudo uma questão de sorte e o que tiver de ser, será. Não é possível ou foi recusado? No dice. A linguagem de casino dá-nos conforto nas piores situações, tal como na hora da verdade, já ninguém aposta, e é preciso apostar tudo , apostar até ao último cêntimo.

A vida de jogos extintos – Muitas expressões populares vêm de jogos há muito esquecidos. O faro era o jogo de casino mais popular nos Estados Unidos no final do século dezanove. Se entrasse num salão poderia encontrar Wyatt Earp ou Doc Holliday como dealers de faro. (O facto de se apostar contra sujeitos violentos e de carácter duvidável poderá ter ajudado a extinguir o jogo.) Muitas expressões do faro continuaram a ser utilizadas pelo menos durante mais um século após o fim do jogo: jogar as duas pontas contra o meio, ficar em equilíbrio, uma ninharia (ter pouco dinheiro), em dívida (dívida), manter o interesse, tirar as medidas ao alvo, agarrar o tigre pela cauda, punters (jogadores), manter debaixo de olho, e infiltrado.

Outras expressões que ainda sobrevivem tiveram origem em jogos que poucos jogadores de casino conhecem: deixado ao abandono (do jogo de tabuleiro francês lourche ou lurch), lengalenga (do jogo medieval rigmarole), ralé (também do jogo rigmarole e jogos similares), risco (do jogo hazard).

Frases populares do casino para a roleta

Roleta: A roleta foi desenvolvida em França, adoptando o seu nome da expressão francesa "pequena roda". O famoso cientista e matemático Blaise Pascal, poderá ter estado envolvido no desenvolvimento da roleta. A sua busca por uma máquina de movimento perpétuo levou à invenção da roda giratória quase sem fricção deste jogo. Alguns jogos ingleses antigos com elementos similares à roleta incluíam o Roly Poly, Ás de Copas, e Par ou Ímpar. Outros antigos jogos italianos com elementos semelhantes, alguns referidos nas memórias de Casanova, incluem o Biribi e o Hoca.

Roleta americana vs. roleta europeia: Apesar da obsessão americana em estabelecer sempre uma norma, houve uma falha clara no que diz respeito à roleta. A versão americana, que adiciona 00 ao modelo europeu dos números 0 a 36 ao mesmo tempo que oferece prémios idênticos à versão europeia, dá ao casino uma vantagem incontornável reconhecida pela maioria dos patronos. O jogo europeu desenvolveu até incentivos adicionais para os jogadores, como as apostas na prisão e le partage, que protegem certas apostas dos temíveis zeros. Os casinos americanos desenvolveram o hábito de dar a cada jogador fichas de cor diferente, uma conveniência desnecessária para um jogo pouco popular. Até aqui os franceses deram o nome de 'ficheur' ao dispositivo mecânico utilizado para ordenar as fichas de cores diferentes.

Roleta Russa: Não é um jogo, nem uma roleta, nem russa. A expressão refere-se literalmente à acção de colocar uma bala num revólver, rodar o tambor (como a roda de uma roleta), e premir o gatilho. Alguns livros russos do século XIX descreviam esta proeza, e criou-se o mito após a Primeira Guerra Mundial de que alguns oficiais militares russos imprudentes (ou implacáveis) supostamente a terão tentado. Uma vez que existem poucos registos fiáveis de pessoas que tenham jogado roleta russa, esta proeza ganhou grande fama em livros, filmes, e outras representações da guerra. A expressão prospera principalmente na cultura popular como uma metáfora para a crueldade do destino.

Frases populares do casino para o blackjack

O jogo agora conhecido como Blackjack ou 21 tem vindo a ser jogado com diferentes nomes e regras há mais de 600 anos. Existem referências escritas de um jogo espanhol, o trente-un (31) que remontam a 1440.

Miguel de Cervantes, autor de Don Quixote, descreveu as regras de forma geral num romance publicado em 1613. As variações do jogo noutros países incluem o quinze em França, ventiuna em Espanha, sette e mezzo em Itália e bone ace na Inglaterra. (O bone ace poderá ter sido o primeiro jogo a dar os ases o valor de um ou onze.)

vingt-et-un (21), tornou-se o jogo dominante entre todas estas variantes e prosperou na França em inícios do século XIX, em parte devido ao interesse de Napoleão Bonaparte. No início do século XX, alguns estabelecimentos americanos tentaram aumentar a popularidade do 21 pagando aos jogadores um bónus de dez vezes por um 21 natural com o valete de espadas. Esta prática foi abandonada mas o nome permaneceu.

Frases populares do casino para craps

Craps: o jogo de dados de casino moderno chama-se craps. Na maioria dos países é conhecido por esse nome. Em muitas línguas, o nome do jogo é o mesmo que a tradução para a palavra inglesa dice ou para a frase dice game: dado (espanhol), Würfelspiel (alemão), kosci (polaco), zaruri (romeno). Tal como muitos jogos de casino, as suas origens e etimologia são vagas e contestadas. Um jogo de dados da Península Arábica, o azzahr, tornou-se popular em Inglaterra com o nome hazard. O lançamento de dados mais baixo era denominado de crabs. Outras histórias sugerem que o nome tem origem na palavra francesa crapaud, uma vez que era jogado nas ruas e nos passeios, com os jogadores de cócoras para alcançarem os dados.

Dados: Lançar os dados é um ritual de passagem no casino. As peças de jogo mais antigas encontradas por arqueólogos são dice, feitos a partir do astrágalo de uma ovelha (o osso acima do osso do calcanhar, também chamado de osso do tornozelo). O primeiro dado de seis lados surgiu na Mesopotâmia (norte do Iraque) por volta de 3000 a.C. Os dados eram marcados com pintas em vez de números porque a padronização de símbolos nos dados (1300 a.C.) antecede o sistema numérico indo-arábico (que teve início em 700 a.C.).

Frases populares do casino para as slots

A slot tradicional surgiu entre as décadas de 1870 e 1890. As máquinas de moedas ficaram conhecidas rapidamente como slots, devido à ranhura (slot) para inserir moedas. Na Inglaterra, chamam-se máquinas de frutas devido à popularidade que tiveram as imagens de frutas nos cilindros giratórios. As primeiras máquinas tinham cilindros mecânicos mas tinha de ser o proprietário a pagar ao jogador. A primeira slot 'moderna' popular foi a Liberty Bell de Charles Fey na década de 1890. Os cilindros da Liberty Bell paravam em sequência, as moedas do jogador eram recolhidas num funil, e a máquina pagava-lhes automaticamente para dentro de um balde. O tilintar das moedas ou fichas no metal, principalmente quando caía um pagamento no balde, tornou-se o som característico dos casinos onde as máquinas se tornaram populares. Mas, como é óbvio, a alavanca que inicia a sequência do jogo deu às máquinas o nome universal de bandidas de um só braço.

A popularidade das slots sobreviveu às mudanças feitas em quase todos os seus elementos originais. Os leitores mecânicos e os computadores substituíram os cilindros mecânicos. Os botões complementaram ou substituíram as alavancas. Até o som das moedas foi, em grande parte, silenciado, já que os jogadores inserem a moeda de modo silencioso. O pagamento é feito com bilhetes cujo valor pode ser levantado na caixa ou em terminais de multibanco no local. A cena única dos jogadores de slots com as suas luvas de slot e com enormes baldes de plástico para recolher as moedas também desapareceu quase por completo.

Frases populares do casino para o bacará

Bacará: O nome deriva do jogo italiano baccarà, e a maioria das suas versões têm sido fieis ao nome original. Punto banco refere-se ao jogador e ao banqueiro, as duas partes que compõem o jogo, no entanto a palavra 'banco' também é utilizada para denominar um jogador que aposta todo o seu dinheiro. É um dos poucos jogos de cartas e casino cujo nome sobreviveu ao longo de vários séculos de jogo.

A palavra bacará refere-se à pior mão no jogo, que tem o valor total de zero. Há termos franceses que também são utilizados, como La Grande que é um nove natural dado nas duas primeiras cartas, ou La Petite que é um oito natural. O banqueiro é o dealer da mão (chamado croupier em França), e é quem controla o jogo e as cartas, enquanto que o banco (por vezes chamado de shooter) é o último a receber as cartas e a jogar.. Um callman às vezes começa ou pára o jogo. Uma paleta é a ferramenta de madeira utilizada para mover as cartas, e o shoe guarda as cartas. Por vezes, quando o jogador e o banqueiro empatam, diz-se que é um standoff.

Superstições e costumes de casino

Número de sorte e de azar

Todos os jogos de casino têm um certo tipo de ligação com os números. É por isso que os jogadores de casino têm superstições relativamente à maioria dos números.

Seis: O número 6 é considerado um número de azar devido à ideia do 'número da besta' (666) no Livro da Revelação 13:18. No entanto, na cultura asiática, o número significa que 'tudo corre bem'. Uma pessoa que jogue na roleta normalmente ignora esta superstição, já que a soma dos números da roleta dá um total de 666.

Sete: A lenda do '7 da sorte' tem origem em várias culturas. Os gregos da Antiguidade pensavam que o 7 era um número da sorte. Pitágoras considerou que o 7 era o número perfeito. O sete era também o número de deuses romanos, egípcios, das maravilhas do mundo da Antiguidade, dos antigos budas, e deuses japoneses da boa fortuna. O Antigo Testamento reconheceu o sétimo dia como o dia de descanso de Deus. Os israelitas derrubaram os muros de Jericó após marcharem 7 vezes à sua volta. O novo testamento tem 7 selos no Livro da Revelação, 7 virtudes, e 7 sacramentos. Estas ideias contrariam as tradições chinesas, vietnamitas e tailandesas, nas quais o 7 é um número de azar.

Oito: o melhor número da sorte segundo a tradição chinesa. Uma série de oitos é ainda melhor, uma que o som da palavra em mandarim para oitos é parecido com palavra para prosperidade. Em cantonês, o 8 é semelhante à palavra que designa fortuna. O oito é um número de azar na Índia uma vez que é semelhante às palavras que designam 'quebrar.

Treze: O medo do número 13 tem um nome, é a triscaidecafobia. Esta superstição surgiu devido à lenda bíblica de que Judas era o décimo terceiro convidado na Última Ceia, o primeiro a sair, e que morreu pela sua própria mão.

Na verdade, existem muitos outros números da sorte ou do azar, dependendo da nacionalidade e da cultura de cada um. O três é considerado um número de sorte na Suécia e na Itália, e de azar no Vietname e Japão. O quatro é considerado um número de sorte na Alemanha, e de azar na China, Taiwan, Singapura, Malásia, Japão, Coreia, e Vietname. O nove é considerado um número de sorte na Noruega e de azar no Japão. O dezassete é um número de sorte na Itália.

Um membro de uma congregação da igreja perto do casino de Monte Carlo saiu da missa no Domingo, e num palpite apostou no número 36 na roleta. Tinha acabado de cantar o salmo 36. Ganhou, disse aos seus amigos, e todos foram à igreja no Domingo seguinte. Após a missa ter terminado com o salmo 27, um número excepcional de crentes foi ao casino apostar no número 27. O número 27 não ganhou. Mas uma multidão de gente esperançosa encheu a igreja na semana seguinte. O clérigo suspeitava que se teria tornado num prenúncio para a roleta, então decidiu que apenas seriam cantados os salmos acima do número 36, o número mais alto na roleta. O número de pessoas a ir à missa rapidamente diminuiu para o original.

Amuletos da sorte

O livro Monaco and Monte Carlo (1912) de Adolphe Smith descrevia várias superstições que este tinha presenciado no Casino de Monte Carlo. Houve uma mulher que levou uma moeda de cinco francos para uma cerimónia com o Papa para ser abençoada. Levou a moeda abençoada para o casino e ganhou na roleta. No entanto, o seu companheiro perdeu na roleta e queixou-se de tal forma que a mulher o deixou segurar na moeda da sorte. Esse amigo apostou imediatamente e perdeu a moeda. Smith descreveu uma mulher idosa que lhe mostrou o coração de um morcego que tinha na mala, tocando com as moedas no talismã antes de as jogar na roleta.

Entradas no casino

Alguns jogadores de casino consideram que dá azar usar a entrada principal do casino antes de jogar. Quando abriu o MGM Grand em Las Vegas, Nevada, EUA em 1993, esse medo do azar piorou ainda mais uma vez que a sua entrada principal era a cabeça dourada e gigante de um leão. (O logótipo da MGM era um leão a rugir.) Quer tenha sido a imagem em geral dos jogadores a atirarem-se para a boca do leão ou uma superstição asiática que diz que os gatos dão azar, ou qualquer outra razão, o casino acabaria por redesenhar a entrada apenas cinco anos depois.