EPT10 Grand Final: Buonanno prova que a experiência conta

A PokerStars and Monte-Carlo®Casino EPT Grand Final da 10.ª Temporada chegou ao fim e Antonio Buonanno, um profissional de poker italiano, de 47 anos, provou que a experiência ainda pode dar a volta e levar a melhor sobre a garra da juventude para ganhar o mais prestigiado dos prémios.

Buonanno, que tinha pelo menos mais 14 anos do que qualquer outro jogador da mesa final, colocou toda a sua coragem, tenacidade e paciência sobre a mesa para desfazer as esperanças de um conjunto de jovens "pistoleiros". Esteve "stackado" por longos períodos, especialmente pelo profissional britânico Jack Salter, e tinha apenas a sua mulher no rail para buscar algum apoio, enquanto Salter tinha um grupo de entusiastas apoiantes.

Mas Buonanno concentrou-se no seu jogo e calou as distracções com um recorde de 310 mãos, assegurando uma série de double ups cruciais quando mais precisava. Por fim, ao cabo de 17 horas de jogo na Salle des Etoiles, no Monte Carlo Bay Hotel and Resort, Buonanno superou o seu rival para conquistar um prémio de €1.240.000 e um exclusivo relógio SLYDE.

antonio_buonanno_winner1.jpg

Antonio Buonanno: o novo campeão

Foi uma das mais longas mesas finais de que há memória no European Poker Tour e o heads up também estabeleceu um novo recorde, terminando já com a luz do dia às 6:06 da manhã. Mas Buonanno não deu sinais de fraqueza a colocar pressão sobre Salter, 20 anos mais novo, encostando-o à parede sempre que podia. Até à última mão, Salter nunca esteve all in e sob ameaça, mas Buonanno forçou-o muitas vezes a desistir no river com shoves destemidos.

"Foi muito duro e muito longo", desabafou Buonanno. "Salter é um bom jogador. Foi muito difícil ganhar este EPT. Joguei cinco dias muito short stacked, mas creio que joguei bom poker ontem e hoje".

Depois da extraordinária mesa final de há um ano, quando Steve O'Dwyer superou um grupo de "veteranos" destas guerras, desta vez assistimos a uma espécie de regresso aos primórdios do EPT. Um total de sete finalistas conquistaram a sua presença no Mónaco através de satélites online e todos eles garantiram o maior prémio das suas vidas - muitos dobraram mesmo o total de ganhos da carreira.

ept10_grand_final_day6_finaltable.jpg

Mesa final (e-d): Kenny Hicks (de pé), Sebastian Bredthauer, Magnus Karlsson, Jack Salter, Mayu Roca, Antonio Buonanno, Sebastian von Toperczer, Malte Moennig (de pé)

E foi neste cenário que Salter e Buonanno acabaram frente a frente. Dois jogadores que já tinham uma história juntos. Salter eliminou Buonanno no Main Event em Viena e o italiano não o esqueceu, o que deu origem a alguns despiques verbais nos primeiros níveis do dia. No final, depois de ambos já terem detido a chip lead e nunca terem estado muito longe um do outro, assistiu-se a um género de Síndrome de Estocolmo, sem que se percebesse muito bem quem era o raptor ou a vítima.

"Se não fosse o rail acabava por adormecer", disse Salter a um apoiante durante um dos últimos intervalos, quando só o heads up em si já se prolongava por mais de oito horas. "Estão a ser uma ajuda preciosa", agradeceu, enquanto Buonanno, por sua vez, aproveitava as pausas do jogo para conversar tranquilamente com a sua mulher, Carmen.

wrap_antonio_buonanno_ept10_grand_final.jpg

Antonio Buonanno troca "galhardetes" com Salter

jack_salter_and_rail_ept10_grand_final.jpg

Jack Salter não esconde algum nervosismo junto ao rail

O tempo passava mas os apoiantes de Salter, entre os quais o seu irmão Louis, pareciam cada vez mais frescos e barulhentos. Mas Buonanno recusava-se a ceder e parecia ganhar todos os potes importantes. Por fim, já com o pequeno almoço a ser servido nos hotéis do principado, os dois empurraram as suas fichas para o centro da mesa com Buonanno a mostar A♠4♥, que se aguentou contra o K♦7♦ de Salter. Finalmente, tínhamos campeão!

antonio_buonanno_winner2.jpg

Antonio Buonanno: Mãos ao ar!

Buonanno voltou-se para a sua mulher, que o observara toda a noite, e recebeu o abraço do triunfo. Tornou-se no segundo italiano, apenas, a ganhar um EPT, depois de Salvatore Bonavena ter ganho em Praga na 5.ª Temporada.

Com isto, chegou ao fim a 10.ª Temporada do European Poker Tour. Só em Main Events foram registadas 6.663 inscrições e os jogadores nestas etapas disputaram perto de €37,7 milhões em prémios. Buonanno juntou o seu nome aos de Tom Middleton, Robin Ylitalo, Julian Track, Dominik Panka, Sotirios Koutoupas, Oleksii Khoroshenin e Vicky Coren Mitchell no quadro de vencedores - sendo que a última da lista fez história ao tornar-se no primeiro jogador da história a garantir um segundo título no circuito.

O mais prestigiado circuito de poker do mundo volta dentro de alguns meses, com o arranque da 11.ª Temporada em Barcelona, a 16 de Agosto. Até lá, as atenções voltam-se para circuitos como o UKIPT, o Estrellas ou as World Series of Poker. Não saias daí!

EPT10 Grand Final, Main Event
Data: 26 de Abril a 2 de Maio de 2014
Buy-in: €10.600
Jogo: NLHE
Jogadores: 650
Prizepool: €6.500.000

1 - Antonio Buonanno, Itália, €1.240.000
2 - Jack Salter, UK, PokerStars qualifier, €765.000
3 - Malte Moennig, Alemanha, PokerStars qualifier, €547.000
4 - Mayu Roca, Colômbia, PokerStars qualifier, €419.000
5 - Magnus Karlsson, Suécia, PokerStars qualifier, €332.000
6 - Sebastian von Toperczer, Alemanha, PokerStars qualifier, €258.300
7 - Kenny Hicks, EUA, PokerStars qualifier, €188.500
8 - Sebastian Bredthauer, Alemanha, PokerStars qualifier, €128.800

Podes ler o resumo completo da mesa final e recordar todos os principais acontecimentos na cobertura ao vivo do PokerStars Blog internacional (em inglês).

Bónus de Primeiro Depósito

Todos os jogadores que façam o seu primeiro depósito na PokerStars têm direito ao nosso depósito de 100% até $600.

Arquivo