World Cup of Poker: Kiwis preparados para debutar na final

O Team Nova Zelândia tinha, literalmente, que superar o resto do mundo para ganhar seu lugar nas finais da World Cup of Poker. Competindo na Divisão 'Resto do Mundo', os Kiwis venceram equipes da Armênia, Austrália, China, Japão, Coréia, Líbano, Filipinas, África do Sul e Taiwan para levar o título da divisão e chegar às finais nas Bahamas.

Este ano marca a primeira viagem da Nova Zelândia às finais da World Cup, e temos uma equipe variada representando a nação-ilha, incluindo um profissional de poker, um bancário, um fotógrafo e um estudante de economia.

Nick 'bismillahno' Webb é um veterano da World Cup of Poker, tendo sido capitão do Team Nova Zelândia em 2006. Webb graduou-se e hoje atua no ramo de taxas de juros, tendo começado a disputar quando trabalhava como blackjack dealer em 2004. Ele descobriu o PokerStars um pouco depois e fez um pequeno depósito. Webb foi um daqueles poucos sortudos que nunca teve que recarregar, tendo multiplicado aquele saldo inicial de poucos dólares, gerando uma conta bancária sólida. Concentrando-se em torneios multi-mesas, Webb foi o 1º colocado na TLB da Nova Zelândia em 2006 e 2007, obtendo um lugar na equipe de seu país na World Cup.

Nick Webb.JPG

Vencer a World Cup of Poker seria uma grande alegria para Webb. "Seria muito bom ser chamado de campeão mundial. Somos um pequeno país e nos sobressaímos em vários esportes. Eu adoraria continuar a tradição," nos contou.

Richard 'rjmgrace' Grace é da Nova Zelândia, mas atualmente reside em Londres, após resolver prolongar um pouco umas férias com sua esposa. Um grande jogador de Magic: the Gathering, Grace recentemente fez sua transição para o poker e vem competindo profissionalmente nos últimos nove meses. Grace é também o mais experiente jogador de torneios ao vivo no Team Nova Zelândia, tendo disputado a World Series of Poker nos últimos quatro anos.

Rat Poker.jpg

Um grande fã do formato de torneio em equipe, Grace espera que a World Cup of Poker receba a participação de mais jogadores: "É muito mais divertido para todos os envolvidos, e fica mais interessante assistir e jogar. Além disso, tirar as pessoas da natureza egoísta dos torneios seria legal. Imagine um formato de equipe de cinco pessoas na WSOP com um buy-in de $50k? Seria maravilhoso!", disse.

Jordan 'Jubinator' Bryant disputou os classificatórios nacionais da Nova Zelândia sem esperar muita coisa, mas subitamente se viu entre os top 25 jogadores e, finalmente, acreditou que poderia ficar entre os nove melhores e seguir para a próxima rodada. E ele conseguiu, terminando com um dos dois lugares reservados aos vencedores de freerolls no Team Nova Zelândia. Bryant recentemente terminou seu segundo ano na Victoria University of Wellington, onde estuda economia e finanças. Ele disputa no PokerStars há dois anos, principalmente em $3/$6 Limit Hold'em e $0.25/$0.50 No-limit Hold'em.

moo 264.jpg

O colega de Wellington, Wayne 'El Wayneo' Lo, também se classificou para a World Cup através de freerolls. O fotógrafo de 25 anos joga poker há 18 meses e espera receber algumas dicas dos membros do Team PokerStars Pros enquanto estiver nas Bahamas.

"A idéia de representar seu próprio país é emocionante, mas acho ainda mais emocionante disputar com profissionais e ter a oportunidade de aprender com os melhores", disse Lo.

PA230077.JPG

Lo também acredita que uma vitória da Nova Zelândia na World Cup trará mais Kiwis para as mesas de poker. "Eu rezo para que uma vitória na World Cup tenha um efeito Moneymaker e atraia mais neozeolandeses para o jogo," declarou.

"Vou aproveitar esta oportunidade para relaxar e aproveitar o Caribe, tudo graças ao PokerStars. As cartas decidem o resultado final, então darei o melhor de mim e tentarei não desapontar meus colegas de equipe."

Bónus de Primeiro Depósito

Todos os jogadores que façam o seu primeiro depósito na PokerStars têm direito ao nosso depósito de 100% até $600.

Arquivo